Agronegócio
MT terá novo período de vazio sanitário da soja; maio à setembro
Uma portaria conjunta entre Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea/MT) e Secretaria de Agricultura do Estado (Sedraf) estabeleceu o vazio sanitário para a cultura da soja entre 1º de...
Preço mínimo para o milho é garantido pelo governo em 4 estados
O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento...
Tempo seco atrapalha cultivo da soja em Sorriso e muitos vão replantar
Expedição Soja Brasil está no maior munic&iacu...
Ser ou não ser, eis a questão!
Lula e FHC

Nos últimos dias de campanha para presidente, Lula entrou de corpo e alma na propaganda eleitoral de Dilma e viajou por vários estados pedindo voto para a Petista.
Diferente de Fernando Henrique Cardoso, que quase não apareceu nos programas eleitorais no rádio e na TV e na campanha de Aécio. O nome de FHC era mais ouvido nos debates, quando comparavam governo por governo. O peso disso pode refletir na reta final!

Mesa diretora da Assembléia

Depois do anúncio do G-11 (deputados ligados a Taques) de que assinarão uma carta compromisso pela unidade em busca da Mesa Diretora, o deputado estadual Mauro Savi (PR) afirmou que da mesma maneira os 13 integrantes da oposição se mantêm unidos e não deve haver composição, como já havia anunciado Oscar Bezerra (PSB). Se for confirmada a tese de Savi, já está definido o comando da Assembleia. Até fevereiro muita água vai rolar.

Secretarias no Estado

O governador eleito Pedro Taques voltou a falar sobre a possível extinção de secretarias, anunciadas pelo coordenador de transição, o prefeito licenciado de Lucas do Rio Verde, Otaviano Pivetta (PDT).
“O número de secretarias para mim é o que menos importa. O que o cidadão deseja não são 30, 50 ou uma secretaria. O que o cidadão deseja é que as políticas públicas sejam concretizadas. Saúde, educação, segurança, cultura e turismo. No mais, discutir números de secretarias e nomes de secretarias, isso aí é perfumaria. Eu quero discutir o conteúdo”, disse.

Problemas de estradas

 Dos 4.574 quilômetros de rodovias de Mato Grosso analisados pela CNT, 85% apresentam algum tipo de deficiência, sendo classificados como regular (43,9%), ruim (32,6%) e péssimo (9%).

Malha viária de MT

Recente pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), aponta que Mato Grosso tem a quinta pior malha viária do país. O estudo da CNT aponta qual será o primeiro grande desafio que o governador eleito Pedro Taques terá que enfrentar. 

Esporte
Click News
Enquete:
Você já se definiu em quem votar para presidente no segundo turno?

 Sim
 Não
 Branco/Nulo

Cotações: